sábado, abril 03, 2010

Fim de Partida


SINOPSE
Num universo profundamente hostil, degradado e submerso na enfermidade, encontram-se quatro seres corroídos pela escassez de recursos e pela espera da morte. Precisando suportar o peso das horas, Hamm (cego e paralítico), Nagg e Nell (mutilados) e Clov (manco), apegam-se a hábitos e jogos ensaiados, na busca de conferir sentido a existências cíclicas e insignificantes. 

Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?


SOBRE A MONTAGEM
Uma tragicomédia absurda, escrita por Samuel Beckett no período Pós Segunda Guerra Mundial. O texto é livremente adaptado pelo Teatro Por Que Não?, buscando enfatizar a relação de amor e dependência entre Hamm e Clov, bem como, a questão evidente do desgaste e afunilamento das relações humanas. Em Fim de Partida os personagens revelam-se como homens que, divorciados de suas raízes religiosas, metafísicas e transcendentais, estão perdidos, o que torna suas ações sem sentido, absurdas, inúteis. Assim, o sentimento do absurdo nasce de uma realidade onde a busca pela sua compreensão dá-se somente através do racicínio lógico, privando o homem repentinamente de luz, de ilusões e da pureza dos ideais.

Foto: Pablo Canalles

FICHA TÉCNICA
Texto: Livremente inspirado no texto homônimo de Samuel Beckett
Direção: Luiza de Rossi
Elenco: André Galarça, Cauã Kubaski, Felipe Martinez e Rafaela Costa
Iluminação e operação de luz: Juliet Castaldello
Sonoplastia: Daniella Paez
Operação de som: Luiza de Rossi
Cenografia e Figurino: Teatro Por Que Não?
Maquiagem: Aline Ribeiro
Realização: Teatro Por Que Não?

Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?

Foto: Pablo Canalles

CURRÍCULO DO ESPETÁCULO
Apresentações Realizadas

2009
23 de dezembro - Estreia do espetáculo no Centro de Artes e Letras da UFSM-RS.

2010
17 de março – Apresentação na "Semana da Calourada" do Curso de Artes Cênicas da UFSM, no Teatro Caixa Preta, em Santa Maria - RS.
27 de março - Apresentação no evento "27 Horas Ininterruptas de Teatro", em Vale do Sol - RS.
24 de abril - Apresentação pelo projeto "Treze: O Palco da Cultura", no Theatro Treze de Maio, em Santa Maria - RS.
05 de maio - Apresentação pelo projeto "Palco Fora do Eixo", no Macondo Lugar, em Santa Maria - RS.
19 de junho - Apresentação no 3º. FETISM – Festival de Teatro Independente de Santa Maria, no Espaço Cultural Victório Faccin, em Santa Maria - RS.
30 de julho e 1º de agosto - Duas apresentações pelo Programa de Extensão Teatro Fora do Eixo, no Espaço Cultural Victório Faccin, em Santa Maria - RS.

2011
7, 8 e 9 de abril - Três apresentações no Festival de Curitiba, no Centro Cultural Boqueirão, em Curitiba - PR .
04 de junho - Apresentação pelo 1º MOSAICO - Mostra Artística Independente do Teatro Por Que Não?, no Espaço Cultural Victório Faccin, em Santa Maria - RS.
08 de julho - Apresentação 12º Festival Internacional Rosário em Cena, em Rosário do Sul - RS.
21 de julho - Apresentação no III Festival Nacional de Teatro de Goiânia, em Goiânia - GO.

2012
19, 20, 21 e 22 de janeiro - 4 Apresentações na II Mostra Universitária do Espaço Elevador, em São Paulo  - SP.
12 de fevereiro - Apresentação no mês de aniversário de 2 anos do Teatro Por Que Não?, no Espaço Cultural Victório Faccin, em Santa Maria - RS.
16, 17, 18, 19, 21 e 23 de agosto - 5 apresentações pelo Circuito Universitário SESC - RS, nas cidades de Montenegro, Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Porto Alegre e Santa Maria.

Foto: Pablo Canalles

PREMIAÇÕES DO ESPETÁCULO

No 12º Rosário em Cena - Festival Internacional de Teatro de Rosário do Sul - RS
- Melhor figurino para o grupo.
- Melhor atriz coadjuvante para Rafaela Costa.
- Melhor ator coadjuvante para Cauã Kubaski.
- Melhor direção para Luiza de Rossi.
- Melhor espetáculo.
- Indicações para: melhor cenografia (o grupo), melhor maquiagem (Aline Ribeiro), melhor iluminação (Juliet Castaldello) e melhor ator (André Galarça).

No III Festival Nacional de Teatro de Goiânia
- Melhor maquiagem para Aline Ribeiro.
- Melhor ator coadjuvante para Cauã Kubaski.
- Indicações para: melhor cenografia (o grupo), melhor figurino (o grupo), melhor direção (Luiza de Rossi) e melhor espetáculo.

Foto: Pablo Canalles

2 comentários:

  1. Muito boooommmmmmmmmmmmmm!
    Primeiramente, boa tarde...
    Segundamente (rs), eu quero parabenizar toda equipe, foi uma peça incrível, tudo muito bem interpretado, iluminação sincronizada, maquiagem perfeita, cenário... tudooooo! Gostei muito do Clóvi e Hamm (acho que é assim que escreve)... em alguns momentos até me assustei de tão preso que eu estava, tão deslumbrado... Nossa de coração parabéns mesmo e continuem assim pessoal... Vocês vão loooonge!!! PARABEEEENNNNSSSS!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Bruno!
      Suas palavras nos motivam ainda mais...
      Grande abraço de oito corações "porquenões" pra você!

      Excluir