Teatro Por Que Não?: Duas mariola e um cigarro Yolanda

domingo, junho 13, 2010

Duas mariola e um cigarro Yolanda

Amigos e teatreiros,

3º FETISM - Festival de Teatro Independente de Santa Maria se encaminha para seu quarto dia, e sua programação completa conta com 10 espetáculos teatrais nacionais e internacionais, além de oficinasdebates, e outras atividades programadas para 10 dias de muita agitação cultural. Diferente das edições anteriores, o festival não é mais competitivo. Trata-se de uma mostra, onde os espetáculos são gratuitos, e acontece o fomento à circulação de grupos teatrais. Além disso, o FETISM pretende levar o teatro além dos palcos tradicionais, integrando na sua programação a I Mostra de Teatro de Rua da Santa Maria
Foto: Ronald Mendes


Para a programação do quarto dia de festival, o Teatro Por Que Não? tem o prazer de convidá-los a assistirem o espetáculo O Abajur Lilás, do texto de Plínio Marcos, com direção de Felipe Martinez, que será apresentado hoje, dia 13 de junho, integrando a  intensa programação do 3° FETISM. A apresentação acontece no Espaço Cultural Victório Faccin (TUI), às 20:30h, e a entrada é franca. Também é importante lembrar que o espetáculo não é aconselhável para menores de 18 anos. 

Para conferir a programação de espetáculos, oficinas e outras atividades, além do trabalho da cobertura colaborativa do festival, acessem: www.fetism.blogspot.com

Contamos e contagiamos com a sua presença!

E... Muita merda!!!

Teatro Por Que Não?

____________________________________________________________________________________



3° FETISM
Festival de Teatro Independente de Santa Maria

Espetáculos teatrais nacionais e internacionais

QUANDO
De 10 a 19 de junho.

ONDE
Espaço Cultural Victório Faccin (10 a 13)
Praça Saldanha Marinho(14 a 16)
Theatro Treze de Maio(17 a 19).

QUANTO
De graça!

____________________________________________________________________________________

Hoje na programamação:

O Abajur Lilás
Foto: Marcos Faleiro Paiani
Sinopse




A amarga realidade brasileira de forma explícita diante do público, que se faz cúmplice da violência de uma parcela da sociedade, que vive em situações extremas. Prostitutas submetidas a opressões, humilhações e torturas de um inescrupuloso homossexual, dono do prostíbulo, e seu violento serviçal. O valor da vida reduzido a menos que um 'abajur lilás'. Escrita há mais de 40 anos, O Abajur Lilás, de Plínio Marcos, é impressionantemente atual, e o público que assiste passivo, é um retrato fiel da sociedade.

Fotos: Gerardo Martinez
Ficha Técnica

Direção
Felipe Martinez

Elenco
Aline Ribeiro
Cauã Kubaski
Deivid Machado Gomes
Juliet Castaldello
Luiza de Rossi

Assistência de Direção e Operação de Luz
Rafaela Costa

Operação de Som
André Galarça

Cenografia
Marcos Faleiro Paiani
Teatro Por Que Não?

Figurinos
Cândice Lorenzoni
Teatro Por Que Não?

Cabelo e Maquiagem
Teatro Por Que Não?

Duração
65 min

Nenhum comentário:

Postar um comentário