quarta-feira, outubro 20, 2010

São Paulo: iniciando os trabalhos

Boa noite a todos os nossos amigos e teatreiros que tem acompanhado nossa jornada teatral paulistana...

Ontem, depois de algum bom pouco de expectativa... Iniciamos os trabalhos! Realizamos a primeira apresentação, que era fechada para as escolas, onde apresentamos "O Abajur Lilás" para o público adolescente dos seguintes colégios: Lucas Roschel Rasquinho, Washington Luis Natel e Loteamento Gaivotas III, todos colégios da zona sul de São Paulo. Foi uma experiência interessantíssima para todos nós, porque foi diferente de todos os públicos para os quais havíamos nos apresentado, e acima de tudo, foi desafiador, pois o público era agitado e as possibilidades de jogo eram muitas, e, na medida do possível, aproveitamos o que eles tinham a nos oferecer. O debate, ao final do espetáculo, transcorreu com muita empolgação, pois as curiosidades que eles tinham a respeito da peça e do grupo eram muitas, e os comentários dos professores também vieram a nos acrescentar imensamente.

Trabalho com as escolas: conversa entre o TPQN?, Prof. Maria Cândida e Adriano, coordeador da E. E. Levi Carneiro

Passada a primeira, tivemos um dia de trabalho intenso hoje, pois apesar de não termos apresentação, todos tinham trabalho a fazer. Alguns passaram o dia trabalhando com a bilheteria do espetáculo, enquanto outros foram fazer um trabalho de divulgação e preparação dos alunos na Escola Estadual Samuel Wainer, juntamente com a professora Maria Cândida, coordenadora do projeto "VEM: Valor, Ética e Moral". Esse é o projeto que nos trouxe até São Paulo, e que procura trabalhar com alunos do Ensino Médio de escolas públicas a respeito dos valores, da ética e da moral, através de uma via negativa de não utilização desses príncipios, que é mostrada aos alunos com o nosso espetáculo.

Trabalho intenso com as escolas: Professora Maria Cândida explicando e Deivid exibindo vídeo

Para nós do Teatro Por Que Não?, travar esse diálogo anterior com os alunos foi uma experiência ótima, antes nunca vivenciada. O trabalho foi bastante intenso, pois nos turnos da manhã e da noite, conversamos com 30 turmas, com aproximadamente 30 alunos cada. Porém, está sendo um privilégio para nós participarmos deste projeto e criarmos esse contato anterior com o público. Também conversamos hoje com os responsáveis pela Escola Estadual Levi Carneiro, que vem preparando seus alunos há um tempo para que eles nos assistam na noite de amanhã... Portanto, amanhã teremos mais novidades e mais apresentação... E por hoje, terminamos aqui, muito satisfeitos com um dia de trabalho e ansiosos pelos próximos que virão...

Aguardem e confiram a continuação do nosso diário! Que só promete esquentar!

Saudações teatrais!
Teatro Por Que Não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário