sábado, outubro 16, 2010

São Paulo: o início

Amigos e teatreiros,

Finalmente, estamos em São Paulo, novidade para alguns e casa para outros!

Como prometido, começa agora uma espécie de "diário de bordo" contendo uma cobertura própria, mas completa, de tudo que está acontecendo aqui. Pois então, ontem, depois de revisarmos nossos cenários, figurinos e objetos cênicos durante duas semanas, embalamos tudo, como podem reparar na foto abaixo, e partimos para a rodoviária de Santa Maria. Às 20h saia nosso ônibus com destino à Porto Alegre e chegamos lá por volta da 1h da manhã..

Embalando o cenário, ainda em Santa Maria

Lá, fomos direto para o aeroporto Salgado Filho, onde ficamos esperando pelo nosso voo, que saia às 7:30 da matina. Alguns deram voltas e voltas pelos andares do aeroporto, alguns se estiraram pelos carpetes, alguns comeram, e assim, o tempo foi passando. Finalmente, voamos! Para 5 de nossos teatreiros, era a primeira vez no ar, e foi muito divertido... E tão rápido... Em 1 hora e 20 minutos chegamos no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo... E a partir de agora, tudo vai começar a acontecer.

 Deivid e André observando... Já no aeroporto de Guarulhos

Já estamos trabalhando na sala da casa da Dona Maria Cândida, que nos recebeu calorosamente. Aqui e agora está rolando uma discussão sobre o espetáculo e sobre o projeto no qual ele está inserido: VEM: Valor, Ética e Moral. Enquanto alguns estão dobrando nossos lindos folders, arrumando nossos ingressos, e conferindo todo o material de divulgação, alguns estão descansando e assim nós vamos...

Trabalhando com os folders, depois de chegar em São Paulo

Por enquanto, era isso. As águas ainda vão rolar e, aos poucos, vamos escrevendo os próximos capítulos dessa jornada. Em breve, diponiblizo nosso material de divulgação e, por hora, deixo essas fotos de nosso próprio registro, tiradas durante a nossa viagem e durante estas últimas primeiras horas juntos. Boa tarde a todos e confiram mais do nosso diário no twitter, em @teatroporquenao.

Saudações teatrais longe de casa, e até breve!
Teatro Por Que Não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário