Teatro Por Que Não?: Estreando, enfim!

sábado, novembro 13, 2010

Estreando, enfim!

Bons dias, amigos, teatreiros, teatreiros e amigos!

É com muita satisfação, empolgação (e um pouco de nervosismo!), que convidamos a todos para a estréia do novo espetáculo do Teatro Por Que Não?: Matrimônio, da obra do argentino Daniel Guebel, com direção de Pablo Canalles, e marcando a formatura em Interpretação Teatral de André Galarça e Juliet Castaldello, integrantes do TPQN?. As apresentações acontecem amanhã e segunda, dias 14 e 15 de novembro de 2010, no Teatro Caixa Preta - Espaço Rozane Cardoso, localizado no Campus da UFSM (anexo ao prédio 40). O espetáculo tem início às 20:30, e a entrada é gratuita. Esperamos a presença de todos! Abaixo, maiores informações pra que todos fiquem curiosos! E merda pra nós!



Sobre o autor e a obra

Daniel Guebel (1956), é escritor, dramaturgo, romancista e periodista, vive em Buenos Aires e, tendo mais de dez romances publicados, é um dos autores argentinos mais destacados de sua geração. Matrimonio, peça publicada na Argentina no ano de 2009, faz parte da trilogiaTres obras para desesperar e é seu primeiro texto a ser encenado no Brasil. O texto foi traduzido pelo professor Pablo Canalles, juntamente à professora Luciana Montemezzo, responsável pelo núcleo “Traducere”, da Universidade Federal de Santa Maria. Dirigido por Pablo Canalles, o espetáculo marca a formatura de André Galarça e Juliet Castaldello como bachareis em Artes Cênicas, na UFSM.




Sinopse do espetáculo 

Um homem, uma mulher; uma mãe, um filho; um fantasma, outra mulher... talvez. Uma relação. Dois abandonos. Três existências. O reencontro. E uma tentativa incansável de aparar as arestas que ficaram após. As duas – ou três, ou quatro – personagens revezam-se na busca por (re)construir uma história, que pode ou não ser a deles.





Ficha Técnica

Texto: Daniel Guebel 
Tradução: Pablo Canalles 
Revisão de Tradução: Luciana Montemezzo 
Direção: Pablo Canalles
Atuação: André Galarça e Juliet Castaldello 
Iluminação: Felipe Martinez
Cenografia: Concepção de Eveliny Pedroso e exucução de Vanderlei do Amaral, Eveliny Pedroso, Neida Schenkel 
Figurino: Concepção de Eveliny Pedroso e Pablo Canalles e execução de Elizete Torres 
Trilha Sonora: Composição de Marcio Gomes e execução de Fernanda Machado e Giovani dos Santos 
Operação de Som: Luiza de Rossi 
Maquiagem: Aline Ribeiro 
Programação Visual e Fotografias: Lisiane Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário