quinta-feira, maio 05, 2011

E vai começar!

Boa tarde a todos!

Amanhã, com o espetáculo O Abajur Lilás, será dada a largada para o 1º MOSAICO - Mostra Artística Independente do Catálogo Teatro Por Que Não?! E vai começar! Serão cinco finais de semana com espetáculos teatrais, sempre no Espaço Cultural Victório Faccin (TUI), às 20h30min. Clique aqui para conferir as datas e os espetáculos.


Mapa de localização do Espaço Cultural Victório Faccin:


Hoje também, o TPQÑ? continua com a ação de divulgação no Boteco do Rosário, onde estaremos divulgando o evento e vendendo ingressos e passaportes. Hoje, no Boteco, também rola um sambinha com o grupo Som de Cristal

Confira aqui a matéria do Caderno 2 do Diário de Santa Maria de hoje, falando sobre o 1º MOSAICO. E confira abaixo maiores informações sobre O Abajur Lilás, espetáculo que iniciará a mostra. Abraços a todos, saudações teatrais, e nos vemos em breve... Ou hoje no Boteco, ou amanhã, no 1º MOSAICO.

______________________________________



Foto: Gerardo Martinez

RELEASE DO ESPETÁCULO
A amarga realidade brasileira de forma explícita diante do público, que se faz cúmplice da violência de uma parcela da sociedade, que vive em situações extremas. Prostitutas submetidas a opressões, humilhações e torturas de um inescrupuloso homossexual, dono do prostíbulo, e seu violento serviçal. O valor da vida reduzido a menos que um 'abajur lilás'. Escrita há mais de 40 anos, O Abajur Lilás, de Plínio Marcos, é impressionantemente atual, e o público que assiste passivo, é um retrato fiel da sociedade.


Foto: Gerardo Martinez

SOBRE A MONTAGEM
Em O Abajur Lilás o grupo propõe uma aproximação entre o público e a linguagem de Plínio Marcos. Transformando o espectador em um elemento ativo dentro do espetáculo, derrubando a divisão entre este e os atores. O público faz parte da cena. Em uma linguagem atual, que retrata o 'sub-mundo' da sociedade brasileira, o grupo busca aprofundar a relação do espectador com este universo, um mundo no qual cada palavra, cada ação, pode ser fatal. Personagens comuns do povo brasileiro, com características viscerais, em um ambiente onde a vida parece não ter valor algum.

Foto: Gerardo Martinez

FICHA TÉCNICA
Direção e Iluminação: Felipe Martinez
Elenco: Aline Ribeiro, Cauã Kubaski, Deivid Machado Gomes, Juliet Castaldello e Luiza De Rossi
Assistência de Direção: Rafaela Costa
Sonoplastia: André Galarça
Cenografia: Marcos Paiani e Teatro Por Que Não?
Figurinos: Cândice Lorenzoni e Teatro Por Que Não?
Maquiagem: Teatro Por Que Não?
Duração: 70min
Classificação: 16 anos

Foto: Gerardo Martinez

Nenhum comentário:

Postar um comentário