Teatro Por Que Não?: Sambá Celebrá

quinta-feira, dezembro 22, 2011

Sambá Celebrá

Esse ano foi um ano de muitas descobertas, e um ano onde o que tinha de diferente pra acontecer, aconteceu. Para alguns foi um ano delicado, para outros decisivo, para outros intenso. Mas o que realmente uniu tudo isso numa lugar e tempo só foi a celebração à Oxum, feita no último mês no ano, através da festa Oxum Sambá, que foi realizada na quadra da Mocidade Independente das Dores, através da parceria entre a escola e o Teatro Por Que Não?, no dia 07 desse mês.


Não deixar o samba morrer e não deixar o samba acabar foram duas regras tomadas como verdade absoluta pelo público presente na festa, que arrastou suas sandálias das 22h às 6 da matina... Ou eram 7? Brincadeiras a parte, o samba realmente aconteceu, no coração de todos que lá estavam, que se deixaram entregues aos batuques e a Mamãe Oxum, que com certeza abençoou momento tão mágico e coletivamente encantador.


O que abrilhantou a noite - e com certeza era a tecla "nitro" do videogame - era a bateria da Mocidade que, composta por aproximadamente 30 pessoas, e unida a harmonia que puxava os samba-enredos, não deixou ninguém ficar parado enquanto tocava. Por onde a bateria caminhava, víamos o público a seguí-la, tanto dentro do pavilhão, quanto lá fora, ao ar livre, possibilitando uma partilha de ritmos, sorrisos, sensações, cheiros e sabores, com direito a pedidos de bis: "Mais um! Mais um! Mais um!".


O Teatro Por Que Não? agradece imensamente a Mocidade Independente das Dores, pela parceria, e também a Cerveja Província, pelo sempre-apoio que nos dá. Ao Thiago, por ter embarcado com os dois pés firmes conosco na proposta, sem deixar de olhar a direção do vento nem por um instante, e a Ana, Alex, Luiz e todos os que ajudaram na montagem da festa e também celebraram-na conosco incessantemente. Ao público presente então, nos faltam letras de samba para agradecer, pois esse foi um público que participou e presenciou um momento de graça, com muita fé no coração e esperança no olhar.


Que venham as próximas festas, os próximos sambas, os próximos ritos, os próximos trabalhos, os próximos amores, o próximo ano... É... daqui a pouco partimos para mais um ano, mas como ainda nem é Natal, deixemos as despedidas para daqui mais um pouco. Por hoje e por enquanto, um abraço enorme e enérgico para você que nos acompanha. E um muito obrigada do fundo de nossos corações.


Até breve!

Fotos: divulgação Teatro Por Que Não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário