domingo, março 18, 2012

Missão cumprida... Ai, que felicidade!

"Tocar na banda", e tocar a banda... É isso que tentamos fazer. E parece que está acontecendo. Na semana passada, Sintra. Agora, Lisboa. E é bem parecido com Santa Maria... A dificuldade com a divulgação, a tentativa constante de formação de público, a ocupação dos espaços, o jogo de cintura para com equipamentos... E assim, a banda toca! Mas outra coisa que também há em comum, e acreditamos haver em qualquer lugar do mundo, é o prazer no que se faz, e no fazer o que se faz. E isso é difícil de nos tirar!

GTN e TPQÑ? na montagem de luz para a apresentação. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?.
Montagem do cenário e do espaço no -4, na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

O Abajur Lilás foi apresentado na sexta (16) e no sábado (17), no -4, no prédio de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa. O -4 é uma garagem abandonada no subsolo da Nova, onde deposita-se todo tipo de quinquilharia. Com a necessidade de um espaço para ensaios e apresentações, o -4 foi ocupado pelo Grupo de Teatro da Nova (GTN), que realiza lá seus trabalhos. E foi lá que, nesse final de semana, realizamos o nosso também.

Olha o registro! Filma eu! Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

Aline e Luiza compenetradas na maquiagem! Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

O clima de depósito abandonado que caracteriza o lugar casou-se perfeitamente com a decadência do prostíbulo que procuramos materializar a cada apresentação, e a abordagem de personagens marginalizados e pertencentes ao "sub-mundo" pode ser feita de uma maneira bastante intensa. Um ambiente onde as vozes ecoavam por diversos cantos, trazendo um lugar pleno de energia pulsante, que foi trocada e renovada junto ao público presente.




















Preparação do TPQÑ?! À esquerda: olha a gambiarra! À direita: Um veste-se, outro maquia-se... Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?

Não havendo paredes nem portas, coxias fizeram-se atrás de móveis velhos, varais foram pendurados nos canos de instalação da garagem, um camarim armou-se em meio a montagem. Sempre na tentativa e no desafio da adaptação aos espaços, já que o espetáculo nos permite uma utilização versátil de lugares e recursos. E isso é para nós sempre muito interessante, descobrir esses lugares, para depois encontrar os vãos e as frestas, e degustar o que há em cada pormenor que podemos encontrar.

O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?.
Ontem, minutos antes de entrarmos em cena para a última apresentação em Portugal, o grupo todo se reuniu, todos olharam-se nos olhos e, pronto. Não temos nem o que dizer. Os sorrisos refletiam-se uns nos outros, as mãos dadas e os corações juntos, buscando sempre o nosso melhor, em qualquer circunstância. Buscando nos dar prazer com nossa arte e nosso trabalho. Portugal, o tão esperado Portugal... Agora, Portugal já traz a sensação de missão cumprida. E com gosto, muito gosto!

O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?.
O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

De oito mãos dadas, de oito sorrisos reluzentes, de oito corações pulsantes: MUITO OBRIGADO. Muito obrigado a todos que fizeram tudo isso possível. Seja no Brasil, seja em Portugal, é incontável a quantidade de pessoas que nos ajudaram desde que decidimos atravessar esse grande mar! E incontável a quantidade de votos sinceros que recebemos, de boa viagem, de plena felicidade, de sorte ao grupo... Nem um de nós (imagina oito então!) teria vindo até essas lindas terras lusitanas, não fosse o enorme apoio que recebemos de tantas e tantas pessoas, que fizeram da nossa causa a sua, e perseveraram junto conosco.

O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?.
O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

Depois de tantas experiências prazerosas, hoje é nosso último dia em Lisboa. Amanhã, retornamos a Santa Maria, com muitas e muitas novidades para contar! Estamos com saudades de todos e queremos revê-los em breve, e também compartilhar um pouco disso tudo que vivenciamos aqui. Amigos, familiares, conhecidos e também desconhecidos, nos aguardem, que chegaremos com o abraço armado! :D

O Abajur Lilás  na Universidade Nova de Lisboa. Foto: Divulgação Teatro Por Que Não?. 

Ah... Mais um breve recado... Para Sintra, para Lisboa, para Portugal... Foi lindo, mas que seja apenas a primeira de muitas! E muitas, e muitas! Grande abraço!

4 comentários:

  1. Como vcs são maravilhosos. Parabéns....Lindo texto...me emocionei...cheguei às últimas linhas aos soluços e lagrimas nos olhos...Que Deus abençoe a todos. Bjs no caração de cada um....amo cada um de vcs.

    ResponderExcluir
  2. Caros amigos (não vos conheço, mas dedidi tratar-vos assim):
    Assisti este sábado à vossa peça que representaram na FCSH e só vos quero transmitir os melhores parabéns pelo brilhante trabalho de actores que realizaram.
    Já agora, achei que o cenário "dantesco" do -4, atulhado de quilos de tralha inútil, acabou por ser perfeito dentro daquele contexto.
    Em suma, 5 estrelas!
    A melhor sorte para você, obrigado pelo excelente espectáculo!

    ResponderExcluir
  3. A loira linda é a Alinona?!!!!! Como diria a Marina rsrsrs!!!!! Eles crescem!!!!!! Nossa gente que bacana e que paixao pela arte e tudo a calhar com o cenario, com a luta e contexto, tenho absoluta certeza de a peça esta maravilhosa.
    Nao acompanhei a historia, mas tambem me emocionei...Deus ilumine muito todos voce, força e sabedoria para continuarem sempre assim, cheios de inspiraçao.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pessoal,

    Saibam que ficamos cada vez mais estimulados que as belas palavras que vocês compartilham conosco... E vamo-que-vamo!!!

    Super e sinceros abraços!

    ResponderExcluir