quinta-feira, maio 24, 2012

2º MOSAICO: E no fim, a suspensão...

No último sábado, acompanhamos a história do menino e da menina que queriam ser bons. Acompanhamos as ações de duas criaturas que tentam ser boas. Acompanhamos a trajetória daqueles seres realizando suas ações e perguntando a si mesmos se elas eram boas ou não. E afinal, quem decide isso?

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

Um menino e uma menina, que as vezes eram um homem e uma mulher, que as vezes voltavam à inocência e ingenuidade de duas crianças, e que as vezes eram um apanhado de todos estes e estas e, de alguma maneira, de todos nós. Era o que víamos em Travessias, peça do Teatro Por Que Não?, baseada na obra Oração, de Fernando Arrabal, que no último final de semana integrou a programação do 2º MOSAICO.

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

As brincadeiras infantis que permeiam a estrutura do espetáculo faziam com que nós - público presente, pensante e, nesse caso, atuante - retornássemos a cenas de nossas infâncias. Passa-anel, amarelinha, estátua... Cenas simples, contendo brincadeiras divertidas, que discutiam questões um tanto complicadas, acerca das atitudes e vontades daquelas pessoas.

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

Ao final, a suspensão, a pergunta, a dúvida. Quem decide o que é bom? Como saber se o que fazemos é bom ou ruim? Qual o procedimento? Na verdade, a culpa (ou a ausência dela) acaba por ficar uma interrogação no vazio de uma luz que se apagava lentamente. E assim, saímos pensando, e procurando as respondas que ficaram suspensas na penumbra de um palco.

Espetáculo Travessias - Foto: Eduardo Ramos

2 comentários:

  1. Excelente peça...e afinal o que é bom..o que é certo? e o que é certo?
    Parabens, e quanto ao debate...enriquecedor e reflexivo.

    ResponderExcluir
  2. Cândida querida,
    obrigada pelo carinho...
    Você mora nos nossos oito corações!

    ResponderExcluir