quinta-feira, maio 31, 2012

2º MOSAICO - "Malaguetas nunca mais!"

Naquela tarde de sábado, um belo dia de sol , numa praça com cartazes, filas para vacinas e famílias passeando, via-se uma movimentação "estranha" para o dia-a-dia. Ali, bem no meio, alguns panos coloridos preenchiam o espaço e chamavam a atenção.

Foto: Coletivo Bem Te Vi

De dentro da Casa de Cultura, saía um grupo diferente: Anjo, Santa, Diabo, pessoas comuns... figuras coloridas e ágeis convidavam quem por ali passava para se aproximar daquele cenário. Aos poucos o público começou a chegar, meio curioso, meio envergonhado. E então, começava o espetáculo A Farsa do Panelada do grupo Teatro Candeia.

Foto: Coletivo Bem Te Vi

Naquela tarde, crianças, jovens, adultos e idosos passaram a conhecer a história da Dona Marica e sua cruel dívida com Seu Panelada. Após ser incentivada pela amiga, Marica pede à Santa Edwiges (Santa dos Endividados) a ajudá-la com essa tarefa de pagamento.  Cansada das dívidas que Seu Panelada fazia com as pessoas, a Santa pede ao conselheiro espiritual do mesmo, o Diabo, a convencê-lo de não cobrar da inocente e pobre Marica.

Foto: Coletivo Bem Te Vi

Caso o Diabo negasse, Santa Edwiges pediria ao Todo Poderoso que perdoasse todas as pessoas dos seus pecados, deixando o inferno vazio. Com medo de que isso se tornasse realidade, o "Coisa Ruim" pede ao Seu Panelada a parar de cobrar suas dívidas... bastava ele se candidatar à prefeitura da cidade que ganharia o muito mais do que vender panelas! Após muita relutância, Seu Panelada acata ao pedido do seu conselheiro espiritual e concorre ao cargo.

Foto: Coletivo Bem Te Vi

"Malaguetas nunca mais"! Nunca mais malaguetas... nunca mais emprego! Dona Paneladeza (como queria ser chamado a partir de então), após se eleger prefeito daquela pacata cidade, abonava a dívida de Dona Maroca, mas também não deixava a moça continuar com seu emprego. Após muita revolta com santos, Dona Maroca depara-se com Santa Edwiges, que não aceitaria aquela "não-crença" da ex-fiel. Depois de um grande acordo, Santa, Diabo, Maroca e sua amiga decidem dar o troco ao atual prefeito.

Foto: Coletivo Bem Te vi

E o troco é dado. Ou melhor, o "imposto" é dado. Palavra essa que gerava uma intensa alergia ao Seu Panelada foi a principal arma daquele coletivo indignado com a situação. Após enlouquecer ao ouvir continuamente...... imposto! imposto? imposto.... a trama termina com tudo voltando ao normal: Dona Maroca recupera seu emprego, Santa Edwiges recupera a fiel e o Diabo... seu inferno.

Foto: Coletivo Bem Te Vi

O Teatro Candeia, que juntou sua peça ao nosso mosaico, apresentou um excelente espetáculo! Todos que lá estavam assistiam com muita atenção o que estava acontecendo e, com uma coleção de ótimos atores, fazia-se real toda aquela divertidíssima história! O Teatro Por Que Não? ficou muito contente de ter esse espetáculo no cardápio e esse grupo como parceiro! E assim terminava aquela tarde ensolarada de sábado...

Um abraço a todos e um ótimo final de semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário