quinta-feira, junho 15, 2017

Finaleira de Curso - Módulo I - Turma Tarde

Quando junho começa, o Curso de Teatro é tomado por um frio na barriga, uma ansiedade, um riso que não sabe se é de nervoso ou de riso mesmo... sabe por que?

Porque é FINALEIRA DE CURSO!


É quando as turmas começam a encerrar os seus trabalhos, lapidar cenas, cortar cenas, refazer cenas... Enfim, deixar tudo prontinho para apresentar! 

Os primeiros serão das turmas de Módulo I, justamente o pessoal que teve primeiro contato com o teatro, que até então nunca pensaram em fazer uma atividade relacionada com ele. Então vamos ver o que eles acharam até aqui? Será que gostaram? Será que não? Ai ai ai... que nervoso!

Turma Módulo I - tarde - instrutora: Juliet Castaldello


TCHANS!!!! - não estão todos... chegaram depois que eu fui embora... hihihi

Conversei com Bibiana de Moraes (28 anos, advogada), Miriã Guterres (24 anos, terapeuta ocupacional) e André Zigler (25 anos, artista visual) e quis saber como é que tá sendo o processo, o que estão achando do curso.. dá só uma olhada:


Por que vocês escolheram fazer um curso de teatro?


BibianaPara ser mais desinibida, mais expressiva. Para agregar tanto na minha profissão como na dança, porque eu faço dança de salão... eu acho que é isso.

Miriã – Vou concordar com a Bibiana, na questão de expressividade e acho também vai ajudar na minha profissão. Certos elementos que aprendemos aqui que posso levar para T.O. (Terapia Ocupacional) só que modificando para o que eu preciso.

André Para criar uma boa relação com o meu corpo, trabalhar em segurança de se expressar... é mais ou menos isso, tu dá potência às tuas ideias interiores através do corpo que muitas vezes a gente fica num cubo, assim, e não consegue expressar o nosso potencial. 



 E o curso tá atingindo as expectativas de vocês?


Bibiana Acho que sim. Acho que aqui a gente aprendeu coisas do nosso corpo, que na nossa prática diária, a gente nunca ia atingir assim... tanto de expressividade, como de controle corporal.

Miriã – Sim, no conhecimento de si, de permitir fazer e de estabelecer uma relação com grupo, de confiança, todos estão aqui para aprender, para fazer diferente, para acertar...

André É tipo, a gente faz o curso há pouco tempo, uma vez por semana e eu já notei uma grande diferença na questão de confiar nas outras pessoas de tu não te sentir, a todo momento, ridículo de fazer alguma coisa e também na questão que eu não pensava que iria encontrar no teatro: a concentração. Eu nunca pensava que uma atividade tão eufórica precisasse de tanta concentração ao mesmo tempo. 


Como é que tá o processo de finalização do curso? Estão fazendo cenas com as improvisações? O que a gente pode esperar da apresentação de vocês?


André - Pode esperar espontaneidade e a capacidade de aprendizado de que a gente não vai começar tipo “ai uma grande cena!”, mas a gente tá dando o nosso melhor ali e é nisso que a gente acredita. A gente tá dando a real, sabe? Da interpretação do que a gente pode fazer e isso que é legal – não se preocupar em fazer um espetáculo, mas se preocupar com o processo. Então pode esperar criaturas estranhas, que não tem nexo (risos).Tem muitas personalidades diferentes, tem personagens que falam mais português, tem pessoas que não querem fazer no português e vão fazer umas coisas estranhas e não tão nem aí... então acho que é bem divertido.

Miriã – Podemos esperar tanto da fala como do corpo. Observará que nem sempre, como aprendemos aqui, a palavra não é a única em cena e é isso que eu acho que foi bastante importante, nosso corpo está tão presente quanto a palavra.

BibianaBoa parte dos improvisos que saíram naturalmente da dinâmica da aula vai se transformar em apresentação. A gente participa de todo o processo – da criação até o fim. 


Vocês tem intenção de continuar com os próximos módulos? Recomendariam o curso? Para quem?


Bibiana Eu recomendaria para todo mundo, desde as pessoas que a gente vê que precisa até as pessoas não precisam... enfim, qualquer pessoa eu recomendaria. Eu não sei se vou continuar ainda. 

Miriã – Eu pretendo continuar, no módulo II. Eu recomendo para qualquer pessoa que deseja se desafiar e explorar outras potencialidades de si.

AndréEu pretendo continuar com o módulo II e eu recomendo para todas as pessoas que tão presas num mundo de se auto cobrar e que queiram se libertar. 


Dê um recadinho para a prof.


André Juliet, valeu pela paciência! No início eu fiquei meio assim com a professora “ai, ela é muito fria” (risos) e daí depois comecei a perceber que EU era muito frio, que eu não tava aberto a esse universo, tipo... a gente confunde emoção com ser frio ou não ser frio, mas na verdade não... ela tava dando o melhor dela e quando eu percebi isso comecei a gostar muito das aulas assim... Muito obrigado, Juliet!

Miriã – Você é uma ótima profissional, continue nas dinâmicas... Ela nos apoia, de ir além do que está fazendo, então é bem motivador e acolhedor... Não tem certo e errado, é o que você está produzindo naquele momento.

BibianaIsso aí... agradecer a ela, que as aulas foram muito boas, me tirou muito da zona de conforto e ela nos desafia bastante e é muito bom ela não deixa a gente ficar no nosso normal... e é isso.

Olha só que fofos! Bibiana, Miriã e André

Muito obrigada seus lindos pelo feedback! É muito importante a gente saber o que vocês acham para a gente sempre poder melhorar mais a cada semestre, né não? 

Tá afim de embarcar no Curso de Teatro que nem eles? Então fiquem ligados aqui e nas nossas redes sociais que em breve as turmas do segundo semestre vão abrir! 

Na próxima semana vou trazer da turma do Módulo I - noite! Será que eles acharam a mesma coisa?

Hmm... sei não... aguarde cenas do próximo capítulo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário