quarta-feira, junho 21, 2017

Quem?Qual?Cuma?Hein? – Rozan

Hoje trago mais um artista que arrasa e badala em Santa Maria e vai marcar presença no EM CARTAZ. O convidado de hoje é...

Rozan

Natural de Porto Alegre, Rozan é ator e criador do espetáculo O Culto Afro, que estará nos palcos do Espaço Cultural Victorio Faccin nesta sexta-feira.

1- Qual é a sua profissão atual?

Atualmente divido o meu tempo entre ser graduando em Artes Cênicas, produtor do meu espetáculo de monólogo, cantor e responsável pela direção de interpretação e expressão corporal da invernada adulta do DTG Noel Guarany, entidade tradicionalista da UFSM

2- Quando você começou a trabalhar com teatro?

Comecei a trabalhar com Teatro em 2013, com o ingresso na Universidade (Federal de Santa Maria).

3- Por que concebeu este espetáculo?

Este espetáculo foi concebido diante a vontade de condensar as minhas influências artísticas anteriores ao teatro - a música e a dança - perpassadas pelo contexto da militância negra no RS

Outro fator influenciador dessa montagem é a necessidade de se falar do sujeito negro na contemporaneidade, o qual está para além de atribuições depreciativas e folclóricas de sua figura, com a intenção de reforçar a sua universalidade numa conjuntura pós-diáspora africana.

4- O que você acha da movimentação cultural atualmente em Santa Maria?

Acredito que a cena santamariense tenha bastante movimentação, porém alguns déficits oriundos da cultura de massa restringem a cena a algumas linguagens e ramificações das mesmas. Um exemplo é o sertanejo universitário na música. Sem querer desmerecer o trabalho de um, ou outro seguimento, porém vemos expressões como o samba e pagode com dificuldades de encontrar espaços para circular e assim sustentar os artistas de seus nichos.

Músicos do espetáculo "O Culto Afro"

Muitíssimo obrigada pela atenção e disponibilidade, Rozan!

Saiba mais sobre o espetáculo:

O Culto Afro

FICHA TÉCNICA
Criação e atuação: “Rozan” Ribeiro Borges Direção: Gelton Quadros 
Bateria: Márcio “Kbecinha” 
Guitarra e arranjos: Gabriel Optz Contrabaixo e voz: Jordana Henriques Trombone e voz: Helio Abreu 
Percussão: Guilherme Bordin e Rafael Teixeira 


Operador de áudio: Cassiano Rathke Iluminação: Laís Jacques 
Concepção de figurino: Jean Morales Maquiagem: Thiago Brenner
SINOPSE
A partir das relações pós-diáspora africana, esse Espetáculo Musical busca trazer a cena a importância da negritude na edificação sociocultural do mundo e conta de onde veio, por onde passou e onde está o negro no Rio Grande do Sul. Uma trajetória permeada por lutas reconstruídas poeticamente em uma figura que carrega muitos. “O culto Afro” é a personificação de todos os anseios que afligem e perpetuam a existência desse sujeito calejado na história pela designação deturpada de sua cor.

Cena do espetáculo "O Culto Afro"

Quer saber no que esse mix de teatro e música vai dar? Programe-se com a gente:

O Culto Afro – EM CARTAZ 2017

23 de junho de 2017 – às 20h30
Espaço Cultural Victorio Faccin
Rua Duque de Caxias, 380 – Rosário
R$ 20 (inteira) – R$ 10 (meia-entrada) – R$ 15 (antecipado)
Classificação: Livre

Maiores informações: (55) 3217-6600



Quer saber mais sobre a programação do EM CARTAZ 2017Clique aqui!

-----

Ficou interessadx em alguma de nossas atrações do Em Cartaz e quer mandar uma pergunta para os artistas? Comenta aqui embaixo! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário