Teatro Por Que Não?: Quem? Qual? Cuma? Hein? - Poema Ema

quarta-feira, outubro 18, 2017

Quem? Qual? Cuma? Hein? - Poema Ema

Vamo ver quem vai estar nessa semana no Espaço Cultural Victorio Faccin???

Raquel Guerra e Natália Dolwitsch
Poema Ema

As convidadas da vez são Raquel Guerra, do grupo Ateliê do Comediante e Natália Dolwitsch, do grupo Umbigo de Bruxa - virações artísticas
As duas juntaram a paixão que tinham pelas artes circenses para criar o espetáculo Poema Ema, que estará no próximo sábado, participando da programação do EM CARTAZ 2017. Além do Poema, elas recentemente dividem o palco com o espetáculo Varieté, que estreou neste ano. Que tal conhecê-las melhor?


1) Qual é a sua profissão atual? 

Raquel - Minha atual profissão é ser professora e pesquisadora de teatro, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Natália - Sou atriz, bambolista e artista circense.

2) Quando você começou a entrar em contato com as artes cênicas? 

Raquel - Entrei em contato com as artes cênicas na escola, na década de 1990 com a diretora e professora de teatro Desdemona Machado, importante figura do teatro de Passo Fundo. Na época, tinha uns 12 anos e comecei com oficinas de teatro no Sesc Passo Fundo. Depois vim para Santa Maria cursar Artes Cênicas na UFSM, onde me formei e depois trabalhei em Santa Catarina, desenvolvendo projetos culturais. Fiz mestrado e doutorado na UDESC e depois retornei para Santa Maria, desde 2012.

Natália - Meu contato com as artes cênicas chegou através da dança, quando eu tinha 04 anos. Fiz balé desde essa idade e depois fui migrando para outras danças até chegar ao teatro e ao circo. As artes sempre fizeram parte do meu cotidiano desde criança.

3) Como o Poema Ema foi criado? 

Natália - O Poema Ema foi criado através de a parceria minha de Raquel. Ambas tinham vontade de explorar uma prática teatral que envolvesse as diversas modalidades artísticas que nos interessamos como o circo, a poesia, a contação de história... Queríamos também que fosse um espetáculo infantil por que nós duas gostamos de pensar no que a criança gosta de assistir e o que é produzido pra crianças hoje em dia. E através dessa vontade a gente começou a experimentar algumas idéias até que a Ema surgiu e gente começou a procurar ela. Não sabemos ainda quem é a Ema mas é ela que nos move a continuar.


Foto: Guilherme Senna
Raquel - O Poema Ema foi criado no ano passado (2016), no começo do ano. Eu e Natália nos reunimos e começamos a pesquisar um repertório de literatura infantil, histórias antigas e a gente somou isso a um trabalho que a gente vinha pesquisando aqui dentro da Universidade (UFSM), em 2015, que era relacionado à técnicas circenses.  No meio desse processo, a gente queria dar conta de muitas coisas e (risos) não dava conta delas, óbvio, e aí a gente convidou a Cândice (Lorenzoni - atriz, professora da UFSM) e o Guilherme (Mello - ator) que fazem a parte criação musical do espetáculo, e também assumem a atuação, junto com a gente, na condução da narrativa.  Aos pouquinhos fomos juntando mais gente, projetos, que são aqui da Universidade e outros projetos que são independentes, que a gente tem fora da Universidade. O Poema Ema traz esses dois universos, de pesquisa e criação, que é do âmbito do grupo, com as pessoas que a gente faz parceria e a Universidade com os projetos de pesquisa e extensão que a gente faz aqui.


4) O que você acha do panorama cultural de Santa Maria?

Natália - Santa Maria oferece um cenário cultural misto. Encontramos diversos grupos espalhados pela cidade oferecendo diversas atrações culturais das mais diversas formas. O teatro, a dança, a música, o circo... E embora estejamos todos espalhados existe uma união forte que a própria cidade condiciona. O lugar da arte e principalmente do artista significa também o lugar da resistência. Assim como diversos projetos culturais surgem na cidade logo desaparecem por uma cerca decadência no incentivo maior, porém, felizmente existem os que permanecem vivos e continuam se fortalecendo.


Foto: Guilherme Senna
Raquel - Sobre isso, talvez eu seja um pouco otimista, acho que a gente realmente tem um panorama bem legal aqui em Santa Maria, tanto no contexto do teatro quanto no contexto da música, que são as áreas que eu mais acompanho, mas também acho que tem uma boa expressão no campo do cinema, mais particularmente o que eu mais acompanho é o trabalho da TV OVO, e na área das artes visuais, daí eu acompanho mais o pessoal da escultura, especificamente o pessoal da Gare, mas existem vários outros ateliês, grupos... Então acho que Santa Maria tem um panorama cultural bem vasto, diverso e do meu ponto de vista, de boa qualidade. O que eu acho que falta, pensando na cultura, são as políticas públicas consolidadas, que deem prestígio e valorização à essa variedade de práticas culturais que existem por aqui, que os espaços também possam ser bem democratizados e incentivados. Quer dizer, existem muitos artistas, várias produções culturais, mas não tem  uma vazão adequada para tanta produção e aí, por conta disso, a gente não acaba conhecendo a produção cultural local. Isso também se refere à Universidade, nas suas várias áreas de conhecimento e produção artística que se desenvolve dentro dela e nem sempre sai para comunidade, assim como grande parte do trabalho dos artistas de Santa Maria mesmo, não sai da cidade e outros (artistas) são mais conhecidos fora de Santa Maria do que dentro da cidade. Então acho que falta incentivo na manutenção das produções artísticas locais.


Bacana, né não?! Muito obrigada gurias, pela atenção e disponibilidade!


Poema Ema

Sinopse 

Poema Ema conta a história de duas amigas que vivem grandes aventuras ao procurar por uma desconhecida e misteriosa Ema. Esse incógnito ser que ninguém vê, mas muito dele se fala, deixa pistas e charadas de seu paradeiro escondidas em poemas, acrobacias e brincadeiras. É um espetáculo que mescla teatro, circo e literatura infantil.

Ficha técnica

Elenco
Natália Dolwitsch 
Raquel Guerra 
Cândice Lorenzoni
Guilherme Mello

Produção executiva e montagem 
Gelton Quadros 
Laédio José Martins 
Juliana Gedoz Tieppo

Comunicação
Andreas L. Ross 

Fotografia 
Fernanda Abegg e Guilherme Senna

Audiovisual 
Mariana Magalhães e Breno Surreaux Fixman

Produção
Ateliê Do Comediante 
Umbigo de Bruxa - virações artísticas 
UFSM - Universidade Federal de Santa Maria


Tire a tarde do sábado para vir curtir o Poema Ema. Anote aí e venha!

Poema Ema no Em Cartaz 2017
21 de outubro de 2017 - 16h 
Espaço Cultural Victorio Faccin 
Rua Duque de Caxias, 380 
R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (estudantes e idosos)
Classificação: Livre 

Confirme a sua presença aqui!
Quer saber mais sobre o EM CARTAZ 2017? Clique aqui!

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário